alimentação do idoso

7 cuidados com a alimentação do idoso

Ter uma alimentação saudável é imprescindível para que o corpo funcione bem. Inegavelmente, isso serve para todos. No entanto, os cuidados com o que se ingere precisam dobrar quando a pessoa tem mais de 60 anos.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) boa parte das doenças que acometem as pessoas idosas tem relação com uma alimentação inadequada.

A gordura em excesso nos alimentos, por exemplo, pode resultar em doenças como câncer de próstata, cólon e até mesmo de pâncreas. Outras doenças que também têm uma relação com a dieta do indivíduo são: osteoporose, diabetes e hipertensão, entre outras.

A deficiência de micronutrientes é compartilhada entre os idosos devido a fatores como ingestão reduzida de alimentos e falta de variedade em sua dieta.

Para ajudar pacientes e familiares, este artigo traz 7 cuidados essenciais com a alimentação da população idosa. Acompanhe todos os detalhes!

Desafios relacionados à idade

Primeiramente, saiba que os desafios relacionados à idade também tendem a dificultar uma nutrição adequada. Os mais frequentes são:

  • diminuição da sensibilidade;
  • efeitos colaterais da medicação;
  • saúde bucal ruim;
  • dificuldade física;
  • perda de memória;
  • depressão.

Como fazer boas escolhas para a alimentação do idoso

Os alimentos saudáveis, são saudáveis em qualquer fase da vida. Por isso, é importante, antes de tudo, pensar no básico. Por isso, é preciso que cada refeição seja equilibrada, com os macronutrientes essenciais. Assim, uma refeição equilibrada, ou um programa de nutrição para idosos, deve ter:

  • Alimentos ricos em carboidratos, preferencialmente os complexos, como batata doce e arroz integral;
  • Alimentos ricos em proteínas, como salmão e feijão;
  • Frutas e legumes (cinco porções por dia);
  • Oleaginosas, como castanhas e nozes.

Além disso, alguns dos cuidados essenciais incluem preparar refeições ricas nos seguintes nutrientes:

1. Ácidos graxos – ômega-3 em abundância

Decerto, uma alimentação que contenha ácidos graxos e ômega-3 beneficia a todos. Ainda mais aos idosos, uma vez que alimentos que contenham esses nutrientes irão prevenir doenças inflamatórias, artrite e doenças cardíacas.

2. Alimentação rica em cálcio

Em segundo lugar o cálcio. É sabido que o cálcio fortalece os ossos. No entanto, poucos sabem que ele também ajuda a manter os níveis de pressão arterial mais baixos.

As leguminosas, como feijões, soja e grão de bico, são ótimas opções. A recomendação da OMS é que pessoas com mais de 50 anos devem consumir 1200 mg por dia.

3. Alimentação rica em fibras

À medida que envelhecemos, as paredes do trato gastrointestinal engrossam e as contrações são mais lentas, o que pode levar à constipação.

Sendo assim alimentos ricos em fibras, aliados à uma alta ingestão de água, promovem a digestão adequada, movendo os alimentos pelo trato digestivo.

4. Alimentação rica em ferro

Inegavelmente o ferro desempenha um papel vital no corpo. Ele produz a hemoglobina que é quem transporta oxigênio no sangue dos pulmões para o resto do corpo.

5. Alimentação rica em vitamina C

A vitamina C possui propriedades antioxidantes que, acredita-se, evitam o câncer e as doenças cardíacas. Também ajuda a reparar ossos e dentes e ajuda na cicatrização de feridas. Esta vitamina essencial pode ser encontrada em frutas e legumes.

6. Vitamina B12

A vitamina B12 auxilia na produção de glóbulos vermelhos. Ela pode ser encontrada em produtos lácteos, como o leite, e em carnes e aves. Muitas pessoas acham que apenas os vegetarianos precisam fazer a suplementação desse nutriente. No entanto, muitos indivíduos que ingerem carne regularmente têm dificuldade na absorção da vitamina. Por isso, é sempre importante consultar um médico sobre a necessidade de suplementos.

7. Alimentação rica em potássio

De acordo com as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS), o consumo diário de potássio é de um mínimo de 3.510 mg. Ele é um dos responsáveis por fortalecer os ossos.

Finalmente, se a dieta do seu ente querido é restrita a alimentos macios ou se os requisitos alimentares forem mais complicados nesse sentindo, pode ser uma boa ideia adicionar um cuidador profissional à sua equipe. Embora todo idoso necessite de cuidados, nem todos têm as mesmas demandas de atendimento.

Powered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp