aparelho digestivo

Entenda a importância do histórico familiar nas doenças do aparelho digestivo

Existem inúmeras enfermidades transmitidas de forma hereditária, incluindo algumas doenças do aparelho digestivo.

As questões familiares são importantíssimas, inclusive para auxiliar no diagnóstico de várias doenças. Assim, em uma consulta médica, o questionamento acerca do histórico de saúde da família é obrigatório. Mas, antes de entrarmos nesse mérito e trazermos o assunto para o campo da gastroenterologia, é preciso deixar alguns pontos esclarecidos.

Primeiramente, é importante salientar que doenças hereditárias não podem ser confundidas com doenças genéticas.
O que abordaremos neste artigo são as doenças hereditárias, portanto, é interessante reforçar que se tratam de quadros em que há uma herança genética transmitida entre gerações, e que irá se manifestar em algum momento da vida. A doença faz parte da genética familiar e, neste caso, é uma doença hereditária.

Além disso, atualmente, os fatores ambientais e o estilo de vida têm tido um peso determinante no desencadeamento ou não de certas doenças, mesmo com a questão hereditária. Isso responde à velha pergunta: o fato de ter uma doença hereditária significa que elas irão se manifestar? A resposta é não. O fato de ser uma doença hereditária não significa que essa seja irreversível. Muitas das características herdadas dos pais podem se modificar de acordo com fatores ambientais.

Estudos recentes, inclusive, afirmam que apenas 5 a 10% dos cânceres são definitivamente hereditários. O outros 90%, muitas vezes, são desencadeados por fatores externos.

Doenças hereditárias do aparelho digestivo

Passadas as informações preliminares e importantes, iremos listar, a seguir, algumas doenças que atingem o sistema digestivo e que podem se manifestar devido a sua característica de hereditariedade.

Doença de Crohn

Trata-se de uma enfermidade inflamatória crônica que pode afetar todo o sistema digestivo, em especial a parte inferior do intestino delgado chamada íleo terminal, além do cólon.

Este processo inflamatório é extremamente agressivo e compromete todas as camadas da parede intestinal: mucosa, submucosa, muscular e serosa. Esta é uma doença hereditária que pode ser desencadeada também por fatores externos, como o ambiente, alimentação ou infecções frequentes.

Colite ulcerosa

Se configura como uma inflamação crônica na região do cólon, no intestino grosso. O processo inflamatório atinge, inicialmente, o reto, podendo progredir e chegar nos demais segmentos cólicos.

Caso a inflamação limite-se apenas à região do reto, dá-se o nome de proctite ulcerosa. Por outro lado, quando envolve os segmentos distais do cólon e do reto, o nome correto da doença é colite ulcerosa distal. Por fim, caso a inflamação atinja o cólon transverso e/ou cólon direito, denomina-se pancolite ulcerosa.

Trata-se de uma doença que pode se manifestar devido a fatores hereditários ou outras causas.

Câncer colorretal

Caracteriza-se, em suma, pelo surgimento de um tumor maligno, que se instala no reto, sendo este o terceiro mais frequente entre os homens, logo após o câncer de próstata e de pulmão.

Os principais sintomas do câncer colorretal são:

  • mudanças nos hábitos intestinais (diarreia ou constipação);
  • fezes pastosas de cor escura;
  • fezes afiladas (em fita);
  • sangramento retal ou sangue nas fezes;
  • desconforto abdominal persistente, como cólicas, gases ou dor, dentre outros sintomas.

Deve-se ressaltar que a hereditariedade do câncer colorretal apresenta-se de 5% a 20% dos casos. Soma-se a esse fator o risco de se contrair síndromes, como a de Gardner, polipose familiar, polipose juvenil, síndrome de Turcot, síndrome de Lynch e Peutz-Jeguer, que podem desencadear este tipo de câncer.

Melhorando o ambiente para prevenir doenças hereditárias do aparelho digestivo

Conforme destacamos anteriormente, os fatores externos têm papel fundamental na ocorrência ou não de diversas doenças. Algumas medidas simples em nosso cotidiano geram uma melhora significativa em nossa qualidade de vida e, consequentemente, em nossa saúde. Todos devemos procurar manter hábitos de vida saudáveis para prevenir doenças deste tipo. Dentre as ações mais comuns e eficazes, podemos listar:

  • alimentação adequada;
  • prática de exercícios regulares;
  • uso moderado de álcool;
  • evitar o tabagismo;
  • evitar o uso de outras drogas.

Seguindo esses passos, reduzem-se as chances de se desenvolver doenças do aparelho digestivo ligadas a fatores hereditários.

Quer saber mais? Clique no banner!

Powered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp