refluxo

Cirurgia para refluxo: como é feita e as recomendações

A doença do refluxo gastroesofágico é uma condição que traz muito prejuízo à qualidade de vida do paciente. Quando os tratamentos conservadores não apresentam o resultado esperado, pode haver a prescrição da cirurgia de refluxo.

Você sabe como esse procedimento é realizado? Sabe como é o pós-operatório? Então, recomendo a leitura desse artigo, pois ele irá responder a todas essas perguntas.

O que é refluxo gastroesofágico?

A Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE) ocorre quando há o retorno involuntário e constante do conteúdo gástrico para o esôfago. Como o esôfago não está preparado para receber esses ácidos, o seu revestimento interno passa a ser afetado.

Quando nos alimentamos, a comida passa pela boca e pela faringe, descem pelo esôfago e chegam ao estômago. Entre esses dois últimos órgãos, existe uma válvula chamada de esfíncter.

O esfíncter se abre para que os alimentos possam sair do esôfago e entrar no estômago. Para evitar o contato do suco gástrico com o esôfago, essa válvula se fecha logo após a passagem dos alimentos.

Se o esfíncter não se fechar corretamente, o suco gástrico, os alimentos e os líquidos retornam para o órgão, causando o refluxo. Por isso, a DRGE é causada pelo mau funcionamento do esfíncter, que pode ocorrer em razão de uma hérnia de hiato ou pela fragilidade muscular da válvula, por exemplo.

Como é realizada a cirurgia de refluxo?

A cirurgia de refluxo é indicada quando o tratamento medicamentoso e a mudança nos hábitos alimentares não produzem os efeitos esperados e o paciente continua a sentir os desconfortos causados pela doença.

Em alguns casos, a condição pode se complicar e causar úlceras ou desenvolver um problema chamado de esôfago de Barrett. Antes da cirurgia, o paciente recebe anestesia geral. O procedimento é realizado por videolaparoscopia, sendo preciso apenas pequenas incisões.

O objetivo da cirurgia é corrigir a hérnia de hiato, que costuma ser a causa do refluxo. Essa hérnia é corrigida ou reduzida para impedir que os sucos gástricos continuem passando por ela e retornando para o esôfago.

Outra possibilidade é a construção de uma nova válvula que desempenha a mesma função do esfíncter. Esse procedimento também é feito por videolaparoscopia.

Quais são as recomendações do pós-operatório da cirurgia de refluxo?

Geralmente, o paciente recebe alta após 24 horas de internação e pode retornar as suas atividades em, no máximo, duas semanas. No entanto, nesse período é recomendado que:

  • Não carregue peso nos primeiros trinta dias;
  • Evite relações sexuais por até duas semanas;
  • Não dirija por até dez dias;
  • Faça pequenas caminhadas diárias;
  • Tenha uma alimentação saudável, seguindo as orientações médicas;
  • Evite atividades físicas por até trinta dias;
  • Evite permanecer sentado ou deitado por longos períodos.

O paciente também precisa manter o acompanhamento médico para que possa ser continuamente avaliado. Assim, caso surja alguma complicação, ela será observada em tempo de ser tratada.

Além disso, o médico poderá prescrever o uso de analgésicos e anti-inflamatórios durante o pós-operatório.

Agora você já sabe tudo sobre a cirurgia de refluxo e as recomendações do pós-operatório. Caso tenha dúvidas, procure um gastroenterologista para conversar.

Quer saber mais? Clique no banner!

Powered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp