refluxo

Refluxo gastroesofágico: quais alimentos evitar e quais comer

A doença do refluxo gastroesofágico causa muito incômodo e desconforto a quem sofre com ela. Porém, existem maneiras simples de evitar esses sintomas. Para isso, basta saber quais alimentos favorecem ou desfavorecem a presença de ácidos no organismo.

Quer saber mais? Então, continue a leitura do texto. Nas próximas linhas, você vai saber o que precisa fazer parte da dieta de quem tem refluxo e quais alimentos precisam ser retirados da alimentação.

O que é refluxo gastroesofágico?

A Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE), também chamada de azia, ocorre quando há o retorno involuntário e constante do conteúdo gástrico para o esôfago. Porém, esse conteúdo é composto por ácidos estomacais.

Como o esôfago não está preparado para receber esses ácidos, o seu revestimento interno é afetado provocando irritação na sua mucosa. Assim, quando fazemos nossas refeições, os alimentos passam pela boca e faringe, descem pelo esôfago e chegam ao estômago.

Na junção entre esses dois últimos órgãos, há o esfíncter. O esfíncter é uma válvula que se abre para que os alimentos possam sair do esôfago e entrar no estômago. Para evitar que o suco gástrico entre no esôfago, essa válvula se fecha logo após a passagem dos alimentos.

Se o esfíncter não se fechar corretamente, o suco gástrico, os alimentos e os líquidos retornam para o esôfago, causando esse refluxo. Assim, a DRGE é causada pelo mau funcionamento do esfíncter.

Essa dificuldade no esfíncter pode ter origem em, por exemplo, uma hérnia de hiato, na fragilidade muscular da válvula e das estruturas próximas ou na ocorrência de alterações na estrutura do esfíncter.

Quem sofre com o refluxo gastroesofágico pode comer quais alimentos?

A dieta para pessoas que sofrem com o refluxo precisa ser equilibrada e contemplando, principalmente as frutas, carnes brancas e os vegetais. A mudança na alimentação é uma das formas de tratamento da DRGE.

Para ter uma boa saúde digestiva e aliviar a dor causada pelo problema, é importante aumentar a ingestão de fibras de proteínas de alta qualidade e de alimentos ricos em probióticos, reduzindo a presença de grãos. Em suma, os alimentos mais indicados são:

  • Ervilhas;
  • Kefir;
  • Caldo de osso;
  • Vinagre de maçã;
  • Água e óleo de coco;
  • Vegetais de folhas verdes;
  • Alcachofra;
  • Pepino;
  • Abóbora;
  • Atum;
  • Salmão;
  • Amêndoas.

Quais alimentos evitar?

Alguns alimentos são potenciais causadores de refluxo. Por isso, precisam estar longe da dieta de quem já tem o refluxo gastroesofágico. Em resumo, são os produtos ultraprocessados que precisam ser evitados. Isso porque eles aumentam a concentração de ácido.

Se você já tem a DRGE, deve eliminar da sua dieta os seguintes alimentos:

  • Alimentos ricos em gorduras, tais como, batata frita, maionese, biscoitos, bolos, pizzas, molhos industrializados, queijos amarelos, manteiga, margarina, bacon e mortadela;
  • Alimentos que contenham cafeína, tais como, café, chá preto, refrigerantes, bebidas energéticas e chocolate;
  • Bebidas alcoólicas como a cerveja e o vinho;
  • Bebidas gaseificadas;
  • Alimentos com sabor de menta;
  • Temperos, molhos e alimentos picantes;
  • Frutas cítricas, tais como, laranja, abacaxi, limão e tomate.

Além de pautar a alimentação pela presença ou não desses itens, quem sofre com refluxo precisa adotar alguns cuidados no momento das refeições, como por exemplo:

  • Ingerir pequenas porções a cada duas ou três horas;
  • Evitar beber líquidos durante as refeições;
  • Não se deitar por, pelo menos, três horas após as refeições;
  • Evitar a prática de exercícios físicos após se alimentar.

Agora você já sabe como evitar os sintomas tão incômodos causados pelo refluxo gastroesofágico. Caso precise de ajuda médica, o profissional responsável é o gastroenterologista.

Quer saber mais? Clique no banner!

Powered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp